11.10.2006

Muita diferença faz

Começa hoje o XV Congresso do PS. Talvez nunca tenha havido um congresso como este, que parece já ter acabado antes de ter começado. O pluralismo interno parece ter sumido do mapa para dar lugar a uma espécie de auto-contentamento partidário que contrasta violentamente com a crispação da sociedade portuguesa. O José Leitão e eu tentámos ir contra a corrente. Lá estaremos hoje, com o apoio do pequeno grupo que deu a cara pela nossa moção. Não nos intimida o facto de sermos tão poucos: preocupa-nos. Far-nos-emos ouvir em nome de todos quantos nos têm feito chegar palavras de estímulo. A democracia é um processo exigente, mas não desistimos dela. Não o fizemos antes do 25 de Abril, não o fizemos em 1975, não voltaremos a fazê-lo agora. Mesmo que pareça inútil. Como disse o grande poeta brasileiro João Cabral de Melo Neto, "muita diferença faz / entre lutar com as mãos / ou deitá-las para trás".

Helena Roseta

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home