10.19.2006

"indissociável da qualidade de socialista"

A notícia hoje publicada no "Público" dá conta do esclarecimento do Presidente do Governo Regional dos Açores, relativamente á sua posição sobre a não aplicação da taxa de internamento.

"(...) O líder açoriano, que apoia genericamente a política de saúde seguida pelo actual Governo central, esclareceu que a divergência sobre a taxa de internamento hospitalar, proposta pelo ministro da Saúde, Correia de Campos, é pontual e incide, sobretudo, na não aplicabilidade da medida nos Açores. "A autonomia de que goza a nossa região é exactamente para que os órgãos de governo próprio atendam às especificidades socioeconómicas da população. Tem que haver sensibilidade no nosso serviço público de saúde", reiterou ontem Carlos César, alegando que tal sensibilidade é "indissociável da qualidade de socialista". (...)"

Leia a notícia em:
http://jornal.publico.clix.pt/noticias.asp?a=2006&m=10&d=19&uid=&id=102981&sid=11376

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home